Croácia Europa

Os exuberantes Lagos de Plitvice na Croácia

Verônica Brandão
Escrito por... Verônica Brandão

A Croácia é um dos países mais lindos que eu já visitei, não somente por suas cidades, mas especialmente por suas belezas naturais. Quando viajei para lá, não esperava tanto – e talvez o segredo de tudo é não criar expectativas.

Sempre amei praia. Aquele vento, o sol, o cheiro do mar, o sal na pele e a água de côco fresquinha tomada na sombra, admirando tudo; pra mim não havia forma melhor de relaxar e estar com os amigos. No entanto, apesar das praias e orlas da Croácia, não foram elas que me encantaram, mas os lagos.

DSC04131

Quando fui, chegamos por Zadar e alugamos um carro logo no aeroporto. Independente de qual cidade se chega no país, será necessário fazer uma pequena viagem para chegar até o Parque Nacional dos Lagos de Plitvice, portanto optamos fazer todo o roteiro de carro. As estradas são em geral boas e bem sinalizadas e utilizando um GPS conseguimos chegar a todos os lugares que tivemos vontade de ir.

Centro de Zadar

Centro de Zadar

O centro de Zadar é uma graça com um misto das edificações e do seu vizinho mar, contando ainda com a vantagem de se poder fazer tudo à pé. Achei uma cidade bem aconchegante. Passamos pela Igreja de São Donato, Igreja de Santa Maria, Fórum Romano, Porta de Terraferma, Porta Marina e demos um mergulho no mar. Ainda foi possível comer deliciosas pizzas, tomar um sorvete refrescante e dar aquela olhadinha nas banquinhas da feira de artesanatos.

Igreja de São

Igreja de São Donato

No dia seguinte pegamos o carro e fomos conhecer algumas cidades próximas e outras praias. No entanto nada realmente imperdível. As praias que fomos não foram as melhores, não sei se por falta de indicação ou porque realmente não são como as do Brasil. Mar com pedrinhas cortantes ou água meio turva… Mas os lagos.. ahh os lagos, são inesquecíveis.

DSC04202_1024

Cidadelas vizinhas

Agora sim a atração principal: o Parque Nacional dos Lagos de Plitvice. É pontualmente uma das paisagens naturais mais lindas que já visitei. Vale muito a pena! De Zadar até os lagos,  tem-se uma distância de cerca de 150 km, de estrada levemente montanhosa, com curvas, túneis e paisagens exuberantes. Demoramos mais de duas horas para chegar até o destino, mas passamos por chuva, estradas em construção e paradinhas para fotos.

DSC03944

Paradinha pro click!

Ao chegar no parque, comemos no restaurante para recarregarmos as energias e iniciarmos o passeio. Você deve escolher uma rota específica para fazer; escolhemos a que abrangia a maior parte do parque, incluindo os lagos superiores e inferiores, assim como o transporte de ônibus e barco. O ticket pode ser comprado na hora e todas demais informações podem ser acessadas no site oficial. Depois disso é só apreciar. Você vai querer tirar fotos e mais fotos a cada curva, a cada nova queda d’água e a cada animalzinho visto. É como estar em uma cena de filme! E a cor da água é inacreditável.

DSC04111_1024

Peixinhos

DSC04093_1024

Dona Pata e seus patinhos

DSC04094_1024

Andamos o dia todo e mal percebemos! O local conta com pontos de espera para barcos e ônibus, assim como restaurantes e pontos de apoio com banheiros, mesas e lojinhas (no final do percurso). Quando finalmente nos demos conta, tínhamos passado cerca de 8 horas no parque!!

DSC04064

DSC04123

Foi um passeio magnífico! E saí de lá com 2 desejos: o de apresentar aquele lugar para todas as pessoas queridas e o de voltar lá nas outras estações.

DSC04187

DSC04128_1024

Por fim, reservamos um último dia bem tranquilo na cidade, com o pôr do sol no oceano, ao som do órgão marinho – uma espécie de órgão que emite seus sons de acordo com as ondas do mar – respirando um ar fresco e nos despedindo de um pedacinho do paraíso.

Pôr do Sol

Pôr do Sol

Paraíso que me ensinou que assim como a praia, um lago também pode me oferecer um excelente contato com a natureza e com os amigos.

DSC04216_1024

Sobre o(a) autor(a)

Verônica Brandão

Verônica Brandão

Antes de tudo viajante do mundo, de livros e de histórias. Gosta do novo, do diferente e do que instiga a curiosidade. Aquariana, engenheira e aprendiz insaciável, quer trazer e registrar um pouquinho do gosto bom que é andar por aí.

Deixe seu comentário

Translate »