/// Planejamento Europa

Dicas para montar seu roteiro na Europa

Escrito por... Vivian

Para algumas pessoas, montar um roteiro talvez seja um das coisas mais difíceis na hora de organizar uma viagem, principalmente para os indecisos como eu. Um roteiro na Europa, portanto, pode ser uma dificuldade ainda maior, visto o número de possibilidades e combinações infinitas que podem ser feitas. Além disso, um itinerário que funciona pra mim pode não funcionar pra você. Vou listar então algumas dicas para te ajudar, preparado?

Antes de tudo, pense sempre que a Europa não vai mudar de lugar e que você provavelmente terá outras oportunidades de visitar o continente. Então não tente conhecer TUDO em uma viagem de 20 dias, caso contrário, você pode passar a maior parte do seu tempo dentro de um trem, ônibus ou avião, deixando de curtir as cidades em si.

Pense que isso não é uma competição e você não está fazendo essa viagem para zerar todos os países, nem para conhecer todas as capitais que aquela sua amiga conhece. Você está viajando para ter uma experiência própria, uma experiência SUA.

A ESCOLHA DAS CIDADES

Vamos lá! Pegue um papel e faça uma lista das cidades que você mais quer conhecer, em ordem de prioridade. Caso tenha companheiros para a viagem, peça que eles façam também e reúna todas as informações em uma lista só.

Depois disso, imprima um mapa da Europa (ou veja no computador mesmo) e marque onde estão as primeiras cidades da sua lista. Tente não pensar em cidades muito distantes se você tem pouco tempo de viagem. Pense se fosse no Brasil… você faria uma viagem de 10 dias para Natal, Rio de Janeiro e Foz do Iguaçu? Ou faria ainda uma viagem para Fortaleza, São Paulo, Salvador e Porto Alegre em 15 dias? Provavelmente não. Então eu me pergunto… Por que várias pessoas querem fazer essas coisas na Europa, onde se tem culturas, culinárias e línguas tão diferentes?

Isso não quer dizer que você não possa conhecer Portugal, Grécia e Noruega em uma só viagem. Quero apenas atentar para o tempo e o dinheiro gasto em deslocamentos grandes. E outra, não inclua aquela cidade que você viu na tv só porque ela está ali pertinho daquela outra que você vai visitar. Dê prioridade às cidades que você sonha em conhecer e estão geograficamente favoráveis. Deu pra entender?

Tente combinar os países que te interessam e que estão próximos entre si e depois disso defina as cidades que quer visitar em cada um dos países. Uma outra opção pode ser ainda escolher apenas um país e conhece-lo mais profundamente. Imagine que você seja apaixonado pela cultura italiana.. Por que não desbravar parte do país em 20 dias? Daria um roteiro maravilhoso! Estabelecer cidades-base e fazer bate voltas a partir dela também pode ser uma ótima estratégia. Não tenha pressa, analise com calma seus interesses e faça o roteiro que mais atenda o seu perfil.

Leia aqui: Como viajar só com mala de bordo

A DEFINIÇÃO DO TRAJETO

Definidas as cidades, peque o mapa e ligue-as na ordem da visita. Considere a primeira como sendo o local de chegada do seu voo e a última o local da partida. Faça isso várias vezes, alternando a ordem para tentar encontrar a melhor opção.

É engraçado falar, mas já vi algumas pessoas fazendo roteiros completamente esquisitos do ponto de vista geográfico. A utilização do mapa permite uma visualização de como o roteiro será estabelecido, evitando deslocamentos excessivos e colaborando para que você não fique andando em zigue-zague. Por exemplo, se você abrir um mapa da Itália verá que o roteiro Roma-Veneza-Florença-Milão-Siena não faz o menor sentido. Geralmente quanto mais distante as cidades, mais caro será o deslocamento entre elas. Geralmente, eu disse!

Se ao traçar as linhas entre seus destinos elas se cruzarem demais, veja se é possível alterar a ordem entre eles, de modo a reduzir essas distâncias percorridas. Quem sabe você não economiza tempo (e dinheiro). Não deixe de pesquisar também os preços das passagens para definir a ordem das cidades, pois muitas vezes algum trecho, mesmo que longo, pode-se encontrar alguma ter uma opção de trem especial ou rota low cost com preços excelentes. No final do post daremos dicas de sites para pesquisar isso de forma bem fácil.

Veja nosso Mini Guia especial da Irlanda

QUANTOS DIAS EM CADA CIDADE

Uma das maiores dúvidas é sempre em relação à quantidade de dias em cada local. Essa questão depende muito do seu estilo de viagem. Mas sugiro fortemente que fique NO MÍNIMO 3 dias nas cidades menores e 5 nas maiores. Entre as maiores eu cito não apenas as capitais, mas outras como Munique e Barcelona.

Ficar pouco tempo na cidade talvez te deixe com a sensação de que não conheceu nada direito, nem curtiu verdadeiramente o lugar, então tome cuidado para que isso não atrapalhe  a qualidade da sua viagem. Os números sugeridos são mínimo mesmo ok? Ficar mais tempo em uma cidade aproveitando para conhecer a cultura local melhor pode ser maravilhoso.

Leia também: Sobre viajar mais leve e fazer o que quiser

COMO IR DE UMA CIDADE PARA A OUTRA

São três as opções mais comuns de deslocamento na Europa e por isso vou falar um pouco de cada uma delas.

  • TREM: As principais vantagens da viagem de trem pela Europa é o fato de as estações normalmente estarem localizadas no centro da cidade. Assim, o tempo perdido em deslocamentos é menor. Aconselho o uso de trem caso o tempo entre as cidades seja menor que 5 horas. Para deslocamentos maiores, o trem noturno pode ser uma boa opção. Os preços são relativamente bons se você comprar com antecedência seus tickets, então fique de olho!    
  • ÔNIBUS: Talvez seja a opção mais econômica mas nem por isso são desconfortáveis. Tive ótimas experiências viajando durante a noite, o que vale muito a pena em deslocamentos longos, com mais de 7 horas. É importante pensar que ir de ônibus durante a noite para cidades muito próximas não é interessante, pois isso pode fazer com que você passe a noite em claro.
  • AVIÃO: A Europa possui várias cias low cost (de baixo custo) e mesmo que você tenha bagagens a mais ela pode ainda valer muito a pena. Faça uma simulação de itinerários e compare as opções mas lembre de considerar o preço do transporte até o aeroporto e do aeroporto até o hotel, pois normalmente eles se encontram fora da cidade. A desvantagem do avião é que não se aproveita tando a paisagem do local.

Reserve seu hotel por aqui e garanta ótimas tarifas!

DICAS DE ROTEIROS PELA EUROPA

Já falei várias vezes que o seu roteiro é SEU, totalmente pessoal. Mas, para te nortear, vou sugerir algumas opções de roteiros na Europa com 15 dias que incluem cidades muito requisitadas. As cidades estão na ordem de visita e o número indicado a seguir é  a quantidade de dias em cada uma, ok?

  • Paris (7), Bruxelas (4, com bate e volta em Bruges), Amsterdã (4)
  • Paris (6), Londres (7), Liverpool (2)
  • Roma (5), Paris (6), Amsterdã (4)
  • Dublin (5), Edimburgo (4), Londres (6)
  • Lisboa (4), Porto (4), Barcelona (7)
  • Munique (5), Berlim (6), Amsterdã (4)
  • No Leste Europeu: Budapeste (4), Viena (3), Cracóvia (4), Praga (4)
  • Só na Grécia: Atenas (4), Mykonos (4), Santorini (4), Chania (3)
  • Só na Itália: Roma (5), Florença (3), Milão (3), Veneza (4, com um sendo bate e volta em Verona)

Leia todos os nossos posts da Europa clicando aqui

ALGUNS SITES PARA TE AJUDAR

Google Maps – O bom e velho Google Maps vai ser muito útil na hora de marcar as cidades e traçar o roteiro. Nem todo mundo conhece a função My Maps (ou Meu Mapa) que o Google oferece. É só clicar nesse link e você poderá criar seu mapa e compartilhar com seus companheiros de viagem.

Rome2rio – Esse site é excelente e permite que você pesquise todas as formas de ir de uma cidade até a outra. Ele te dá o endereço de onde comprar os bilhetes e se colocar suas datas ele ainda faz uma simulação de preços. Uso muito ao planejar minhas viagens.

Quer ajuda com seu roteiro na Europa?

1. Cadastre seu email aqui

 

2. Deixe um comentário com a sua dúvida

3. Em 24 horas responderemos sua pergunta. Não se esqueça de voltar aqui para ver a resposta ok?

 

quer contratar um roteiro personalizado--

Sobre o(a) autor(a)

Vivian

25 anos, goiana, sagitariana, engenheira e apaixonada pelo mundo. Compartilho aqui minhas experiências pelo mundo e incentivo você (é, você mesmo!) a viajar mais.

21 Comments

  • Olá Vívian: sou uma viajante organizada e também planeio muito bem as minhas viagens. Por vezes é difícil escolher o que visitar e deixar de fora destinos igualmente interessantes mas a verdade é que não se pode conhecer tudo. Obrigada pelas dicas.

  • Olá! Que gostoso o visual do blog de vocês. Concordo plenamente com a dica de “ter uma base”. Assim fica possível viajar mais leve, conhecer os arredores da cidade base com trens ou ônibus. Para quem viaja bastante sozinho, é inclusive uma forma de economia, já que o valor de o aluguel de um carro para se deslocar por grandes distâncias, por exemplo, não compensaria.

  • Exatamente!! As vezes queremos incluir diversas cidades em um curto espaço de tempo pela “fome” de conhecer tudo logo, mas temos sempre que avaliar melhor e racionalmente para aumentar as experiências na viagem e não diminuir.

  • Adorei! Muito boas estas dicas… Realmente muita gente não conhece muito o mapa e pensa que na Europa é tudo muito pertinho… Também sempre indico o Google Maps para meus leitores, é fundamental estudar e conhecer o mapa antes de escolher os lugares. Parabéns. Bacio di Roma.

  • Ótimo post Vivian… planejar uma viagem sempre pode ser uma verdadeira catástrofe se não tivermos os pés no chão. Brasileiro acostumado com as distâncias no Brasil, pensa que aqui na Europa em 2 dias se conhece um país. Como você mesma disse, a Europa continuará no mesmo lugar por muito tempo ainda. =)

  • Excelente post! Algumas pessoas se empolgam quando montam viagem e querem conhecer 5 países em 10 dias! Nao se pode fazer tudo! Tem que programar bem, escolher as cidades com calma e ver o que tem perto.

  • Olá, Vivian. Eu vivo na Europa e posso comprovar que você tem excelentes dicas para traçar um roteiro por aqui. O que há de fascinante em viajar neste continente é que, em poucas horas, poderá estar num país completamente diferente a nível de gastronomia, cultura, pessoas, etc. Se estiver na Suíça ou Áustria, por exemplo, está apenas a duas horas por terra de 4/5 países diferentes. Boas viagens.

  • São dicas muito úteis e práticas. Eu mesmo já cometi este erro de querer conhecer dezenas de lugares de uma vez só ( e isso aqui na América Latina)! Hoje, procuro focar em uma região e explorar melhor essa região. Obrigado pelo post.

  • Boas dicas Vivian! Por norma tenho sempre pouco tempo para ver tudo o que gostaria, por isso tento sempre esquematizar um pouco a viagem. Partir à descoberta é ótimo, mas se tem o tempo contado é sempre bom traçar um plano.

  • Olá Vivian, boas dicas para viajar pela Europa, é mesmo verdade que não vale a pena querer ver tudo e depois acabar por não desfrutar de cada país como ele merece. Parabéns pelo Blog 🙂

  • Penso que o seu guia é imprescindível para viajar e montar um roteiro em qualquer parte do mundo. Devo dizer que fiquei surpreso pela maneira simples e directa que você apresenta a questão. A Europa é um continente variado e que é difícil escolher o que visitar. Sem dúvida que a sua página esclarece e evidência pontos cruciais na organização de uma possível viagem. Parabéns.

  • Gostaria de fazer uma viagem em março/abril 2017 e prenso em ficar 20 dias. Os locais que pretendo conhecer:

    Roma /florença / verona / veneza
    zurique
    berlim
    amesterdã
    bruxelas
    paris
    madrid/barcelona

  • Olá Vivia, ótimo post. Obrigada por compartilhar.
    Gostaria de uma sugestão. Eu e meu marido estaremos em Amsterdam agora em abril e ficaremos 8 dias. Por isso pensamos em dividir e ir conhecer Paris, mas estamos com medo de ficar corrido. O que você acha? Melhor só ficar na região e conhecer as cidades próximas (Bruges, Bruxelas…) ou ir a Paris?
    Obrigada.

Deixe seu comentário

Translate »