Dublin Europa Irlanda

Road trip pelo sul da Irlanda: Ring of Kerry

Escrito por... Vivian

O sul da Irlanda é considerado por muitos a região mais bonita do país. O roteiro mais famoso é o Ring of Kerry (Anel de Kerry) e foi ele mesmo que fomos fazer. O trajeto é circular, como um anel mesmo, e seus 170 km são recheados de belíssimas paisagens com castelos, montanhas, praias, vilarejos e penhascos.

A melhor forma de fazer o percurso é no seu próprio tempo e foi por isso que alugamos um carro e montamos nossa base em Killarney. Pra quem não puder alugar um carro, há várias opções de tour que saem de Dublin e fazem todo o passeio como uma excursão. O caminho é bem sinalizado, não tem erro.

sign

O bom desse tipo de viagem é que não tem um destino final, então o melhor a fazer é aumentar o som e curtir a estrada. Fizemos o trajeto no sentido anti-horário (e sugiro que você faça o mesmo pra fugir das excursões) começando por Killarney, seguindo até Killorglin e de lá fazendo um desvio até o Lough Caragh. O guia que tínhamos indicava esse desvio como selvagem, e foi! Pegamos uma estradinha para chegar mais perto do lado e adivinhem só, carro atolado!

mont3

Depois de muito sofrer, conseguimos tirar o carro e seguimos viagem para a península Cromane. Nosso objetivo lá era curtir a praia e comer algo no restaurante Jack’s Coastguard, super cotado pela culinária local. Tudo certo não fosse pelo restaurante estar fechado e o clima chuvoso. Missão: fail! A praia é linda de todo jeito, valeu a visita mas era hora de ir para Glenbeigh, onde almoçamos no The Towers. Recomendo muito a pausa no pub, comida deliciosa e preço justo. Experimentei o Guinness Stew, que é tipo uma carne de panela com batatas feita com Guinness.

mont 2 mont9

A próxima parada seria a praia Rossbeigh Strand, mas o clima resolveu virar de vez e resolvemos abortar a missão. Olha só o que perdemos…

Foto: rossbeigh.com

Foto: rossbeigh.com

A próxima cidade foi Cahersiveen, curiosa por ter tido toda a sua população morta em 1841 pela Grande Fome. A cidade é um charme e foi logo depois dela que pegamos uma balsa até Valentia Island com a intenção de ver praia maaaaaas, dá-lhe chuva e neblina. Mais uma vez, só nos resta olhar para as fotos alheias… 

Foto: valentiaangling.com

Foto: valentiaangling.com

Sem desanimar seguimos até Waterville, cidade que Charles Chaplin costumava passar as férias. A cidade é um charme, na beira do mar e tem até uma estátua para homenageá-lo.

mont7

Antes de chegar em Caherdaniel paramos no Restaurante Scarrif Inn para um lanche rápido. Este restaurante fica em um penhasco altíssimo e a vista é linda, quer dizer, as fotos dizem que é pois não conseguimos ver muita coisa. Pra quem estiver fazendo a rota, vale a parada aqui!

MONT8

A próxima parada foi a casa de praia herdada por O’Connell onde hoje funciona um museu cheio de lembranças, pertences, fotos e inclusive a cama na qual ele morreu. Nos arredores vale a pena caminhar pelos jardins da casa.

oconnell

Depois dessa parada passamos pelo Parque Nacional Killarney, onde voltamos no outro dia para aproveitar com calma.

mont10

Esse é um passeio que depende muito, mas muito mesmo, do clima. Morando aqui nós já estamos acostumados a este tipo de situação, pois o clima é muito instável e tempo aberto é coisa rara. Aproveitamos muito, mas ficou aquela pontinha de vontade de voltar e ver todas as paisagens com um céu azul  no fundo.

 

Para ler mais sobre nossas viagens pela Irlanda, clique aqui!

 

 

Sobre o(a) autor(a)

Vivian

25 anos, goiana, sagitariana, engenheira e apaixonada pelo mundo. Compartilho aqui minhas experiências pelo mundo e incentivo você (é, você mesmo!) a viajar mais.

2 Comments

Deixe seu comentário

Translate »